Entendendo os diferentes tipos de Moedas Virtuais

Houve um tempo em que você podia contar nos dedos de uma mão a quantidade e os tipos de moedas virtuais. Hoje isso não è mais possível. O mercado de criptomoedas tem crescido cada vez mais!

Neste artigo, eu vou explicar os três principais tipos de moedas virtuais: Bitcoin, Altcoin e token. Até o final desse guia você vai saber:

  • Quais são os principais tipos de moedas virtuais
  • Quantos tipos de moedas virtuais existem
  • Qual a diferença entre elas
  • E os prós e contras de cada uma

Mas antes de aprender sobre os principais tipos de moedas virtuais, é importante entender o que são criptomoedas. Se você já se sente confortável com o conhecimento que você já tem nessa área, por favor sinta-se à vontade em passar para a próxima seção - role a página para baixo até “ Os três principais tipos de Criptomoedas”!

Te soa bem? Então vamos começar!

O que é Criptomoeda?

O prefixo crypto significa “criptografia”, que é uma tecnologia que mantém as informações seguras e ocultas dos invasores. Você pode ter ouvido falar de criptografia na aula de história - foi usado para enviar e receber mensagens secretas pelas Forças Aliadas na Segunda Guerra Mundial.

Nos dias de hoje, os técnicos de computação usam a criptografia de muitas maneiras diferentes. Uma dessas maneiras é a criptomoeda!

O site Decryptionary.com define criptomoeda como “um dinheiro eletrônico criado com a tecnologia que controla sua criação e protege transações, enquanto oculta as identidades de seus usuários”. Por enquanto, você pode deixar de lado como os tipos de criptografia são criados e focar mais no que ela faz. .

Graças às criptomoedas, as pessoas não precisam mais confiar nos bancos para lidar com seu dinheiro e informações privadas (o mesmo vale para as empresas de cartão de crédito).

Nós não precisamos mais dos bancos para processar nossas transações. Em vez disso, as transações em criptomoeda são processadas no blockchain. O blockchain é um banco de dados compartilhado.

Ele é compartilhado porque é administrado por muitas pessoas e empresas diferentes, em vez de apenas uma empresa, como é o caso dos bancos. Dessa forma, ninguém tem poder sobre as transações ou as criptomoedas envolvidas e você não precisa confiar em uma única empresa (nesse caso, um banco) para administrar seu dinheiro.

Se esta é a primeira vez que você ouviu falar sobre a tecnologia blockchain, confira meu outro guia sobre Explicando Blockchain!

De qualquer forma, vamos falar agora dos três principais tipos de moedas virtuais.

Os três principais tipos de Criptomoedas

O blockchain reúne os três principais tipos de criptomoedas. Bitcoin foi o primeiro blockchain (pule para a seção Bitcoin para mais informações sobre como ela começou e o que ele faz).

Depois do Bitcoin, muitos blockchains novos foram criados - eles são chamados de altcoins. NEO, Litecoin e Cardano são exemplos sólidos de altcoins. Finalmente, devo apresentar você aos tokens/dApps - o terceiro tipo principal de criptomoedas. Exemplos destes incluem Civic (CVC), BitDegree (BDG) e WePower (WPR).

Então, vamos lá!

Compare Crypto Exchanges Side by Side With Others

Did you know?

Have you ever wondered which crypto exchanges are the best for your dating goals?

See & compare TOP3 crypto exchanges side by side

Bitcoin

Um pouco de História

Em 2008, a ideia de Bitcoin foi revelada para o mundo. Alguém de nome Satoshi Nakamoto publicou o whitepaper online. No entanto, mais tarde foi revelado que Satoshi Nakamoto não era o nome real dessa pessoa. E até hoje, ninguém sabe o verdadeiro nome do criador do Bitcoin!

Na época, ninguém sabia que o Bitcoin se tornaria o que é hoje. Ninguém sabia que seria o começo de um enorme movimento tecnológico ... mas foi. Foi o início das moedas virtuais  - o começo de uma nova era.

Você provavelmente sabe o que aconteceu depois. Vários anos se passaram onde o principal uso do Bitcoin era o comércio de bens e serviços na Internet obscura (Dark Web). Já ouviu falar da “Rota da Seda” (Silk Road)? Sim, é disso que estou falando.

Em 2013-14, o Bitcoin cresceu muito. Depois diminuiu um pouco. Mas em 2017, o mercado de Bitcoin subiu até às estrelas. E desta vez, foi muito mais longe.

Em dezembro de 2017, o Bitcoin atingiu um preço de US $ 20.000 por bitcoin. Então, qualquer um que tivesse 50 Bitcoins ou mais se tornaria um milionário. Em janeiro de 2015, 50 Bitcoins custavam apenas US $ 10.000. Isso é um lucro de US $ 990.000! Loucura, não é?!

O que é

É uma moeda digital que você pode enviar para outras pessoas. Isso pode ser para presente, para serviços ou para um produto. Você pegou a idéia - é como o dinheiro que usamos em nossas contas bancárias (USD, EUR etc.). Mas é digital, não é físico.

No entanto, isso não é tudo o que o faz ser diferente. O Bitcoin também é descentralizado. Significa que não depende de um banco ou de terceiros para tudo funcionar - foi o que eu expliquei anteriormente quando falávamos de criptomoedas.

Com o Bitcoin, cada transação acontece diretamente entre os usuários - é chamada de rede peer-to-peer (ponto-a-ponto - P2P). Tudo isso é possível graças ao blockchain. O Bitcoin introduziu a tecnologia blockchain para permitir aos usuários enviar e receber Bitcoin sem precisar de terceiros.

E como você não precisa de um terceiro, você não precisa se identificar. Você pode fazer pagamentos sem revelar quem você é, etc.

Entendendo os diferentes tipos de Moedas Virtuais

Como Funciona

Quando alguém envia Bitcoin, a transação é verificada e, em seguida, armazenada no blockchain (o tal do banco de dados compartilhado que falei). As informações no blockchain são criptografadas - todos podem ver, mas somente o dono de cada Bitcoin pode descriptografá-lo. Cada proprietário de Bitcoin recebe uma “chave pessoal”, e essa chave pessoal é como eles decriptam o Bitcoin.

Mas, se os bancos não verificam/processam as transações, quem faz isso?

Então, você se lembra quando eu disse que blockchains são executados por muitas pessoas e empresas diferentes em vez de uma única empresa/pessoa? Bem, as pessoas e empresas que comandam o blockchain usam um potente computador. Eles executam um software especial em um computador que processa transações no blockchain.

Dica rápida: os computadores usados ​​para executar o software são chamados de "nodes".

Para rodar este software se usa muita eletricidade. Então, como as pessoas e empresas que operam os “nodes” pagam suas contas de eletricidade?  Bem vindo à mineração…

Os “nodes” são recompensados ​​por verificar as transações - eles são recompensados ​​com um novo Bitcoin. É assim que os novos Bitcoins são criados. Você pode compará-lo com a mineração de ouro, na qual os garimpeiros (ou mineradores) são recompensados ​​com ouro. Na mineração Bitcoin, os “nodes” são os mineiros - eles garimpam por um novo Bitcoin.

Quando um novo bloco de transações é enviado para o blockchain, os mineradores/nodes verificarão esse bloco usando um algoritmo chamado PoW (Prova de Trabalho). No PoW, o primeiro minerador que verificar o bloco é recompensado com novas moedas. Existem outros algoritmos usados ​​em outros blockchains, mas chegaremos nisso na próxima seção.

(Lembre-se, se você quiser saber mais sobre a tecnologia blockchain, você pode ler o nosso guia Explicando Blockchain.)

Altcoins

Agora é a vez de falarmos dos altcoins. Existem mais de mil altcoins atualmente! Mas não deixe esse número te assustar - a maioria dos altcoins são apenas versões alternativas do Bitcoin com pequenas alterações. Foi por isso que eles receberam o nome de "altcoins".

É importante entender, no entanto, que nem todos os altcoins são apenas versões alternativas do Bitcoin. Há alguns que são muito, muito diferentes do Bitcoin e têm objetivos e finalidades muito diferentes.

Alguns altcoins usam algoritmos diferentes para o Bitcoin. Por exemplo, Factom é um altcoin que usa PoS (Proof of Stake - Prova de Estaca). No PoS, não há mineradores. Em vez disso, existem “stakers”.

Os Stakers são pessoas que verificam transações por recompensas, assim como os mineradores. Mas em vez de competir para verificar um bloco antes de qualquer outra pessoa, eles são selecionados um a um para fazer a sua verificação. Não há competição. Isso usa muito menos eletricidade porque não serão mais milhares de mineradores usando eletricidade para tentar verificar um mesmo bloco. Em vez disso, há apenas um "staker" por bloco.

Entendeu? Nem todos os altcoins são super parecidos com o Bitcoin.

E de fato, Ethereum e NEO são exemplos de altcoins super super diferentes do Bitcoin. Como você já sabe, o Bitcoin é usado como moeda virtual, certo? Bem, Ethereum e NEO não foram projetados para serem usados ​​como moeda virtual. Eles foram projetados como plataformas enormes para a criação de aplicativos em um blockchain.

É isso mesmo - na Ethereum e na NEO, você pode criar seus próprios aplicativos. Essa é a maneira mais comum de criar novas moedas virtuais; eles são feitos em blockchains que permitem a criação de aplicativos, como Ethereum e NEO.

Tudo isso é possível porque a Ethereum introduziu uma nova tecnologia no mundo cripto quando foi lançada em 2015. Essa tecnologia é chamada de contrato inteligente (Smart Contract). Um contrato inteligente pode executar transações automaticamente quando determinadas coisas acontecem.

Essas "coisas" (também chamadas condições) são escritas no contrato inteligente quando ele é criado. Por exemplo, uma condição pode ser algo como “QUANDO Pedro envia 120 Ether para o contrato inteligente, ENTÃO a casa de João será enviada para Pedro”.

Por causa dos contratos inteligentes, nenhum terceiro é necessário. Bitcoin significa que não há necessidade de terceiros em pagamentos diretos, mas contratos inteligentes significam que não há necessidade de terceiros em muitas coisas - como a venda de uma casa, a venda de eletricidade ou a venda de uma ação no mercado de ações.

Claro, você não pode realmente colocar eletricidade em um contrato inteligente, não é? Então, você coloca um token no contrato inteligente que representa legalmente a eletricidade. Essa é uma das melhores coisas sobre contratos inteligentes na Ethereum e na NEO etc. - você pode transformar as coisas reais em itens (tokens) e colocá-las no blockchain.

Tokens (para dApps)

O terceiro tipo principal de criptomoeda é o token - o mesmo tipo que acabamos de falar! Dos três principais tipos de criptomoedas, estes são os que eu acho mais interessantes. Em comparação com os outros dois tipos principais de criptomoedas, eles são completamente únicos no fato de que eles não têm sua própria blockchain.

Eles são usados ​​em dApps (aplicativos descentralizados). Os dApps são os aplicativos que eu falei antes e que podem ser construídos em blockchains como Ethereum e NEO. Os dApps são criados para usar contratos inteligentes, e é por isso que eles usam tokens.

Seus tokens não precisam representar uma coisa física como eletricidade ou casa, no entanto. Eles podem ser usados ​​para comprar coisas no dApp. Ou além disso, também podem ser usados ​​para obter certas vantagens - como por exemplo taxas com desconto e taxas de votação.

Os tokens sempre têm um preço pelo qual podem ser vendidos, e é por isso que algumas pessoas os compram. Algumas pessoas compram tokens para vendê-los mais tarde por um preço mais alto, em vez de comprá-los para usá-los no dApp.

Como os dApps são construídos em outros blockchains (como Ethereum e NEO), uma transação de token ainda é verificada pelos “nodes” no blockchain Ethereum ou NEO. Isso significa que a taxa de transação ainda é paga com Ether ou NEO e não com o token.

Por isso, para fazer uma transação em um dApp (ou seja, para usar um token), você deve ter algum Ether ou NEO (ou qualquer altcoin ou dApp construído) para pagar as taxas de transação.

Dica rápida: para pronunciar o dApp corretamente, diga "dee-app".

Top Criptomoedas

Bom, já falamos sobre os diferentes tipos de moedas virtuais.

Nesta seção, vou falar das principais. Vamos analisar quatro das principais criptomoedas e farei uma pequena lista de prós e contras para cada uma delas.

Então vamos dar uma olhada!

Compare Crypto Exchanges Side by Side With Others

Did you know?

Have you ever wondered which crypto exchanges are the best for your dating goals?

See & compare TOP3 crypto exchanges side by side

Bitcoin

Como já falamos do Bitcoin anteriormente, não vou me repetir. Então, vou pular a descrição do Bitcoin e pular direto para os prós e contras.

Prós

  • Sempre haverá somente 21 milhões de Bitcoins. A maioria desses Bitcoins já foi extraída/adquirida pelos usuários. Existem atualmente cerca de 17 milhões de Bitcoins, portanto, restam cerca de 4 milhões para serem extraídos. Esse limite baixo para o Bitcoin é bom para o preço - se muitas pessoas querem Bitcoin, mas não há muitos disponíveis, as pessoas que querem Bitcoins pagarão mais por isso. Isso faz o preço subir!
  • Bitcoin é mais fácil de liquidar do que os outros tipos de moedas virtuais concorrentes. Isso significa que é mais fácil converter o Bitcoin em dinheiro. É isso mesmo - porque o Bitcoin é tão popular que fica mais fácil trocar seu Bitcoin por moeda fiduciária, como USD e EUR. Além disso, o Bitcoin está em quase todas as Exchanges de criptomoedas da internet. Isso significa que o volume de negociação é super alto! De fato, é a mais alta de todas as criptomoedas.
  • O Bitcoin é aceito por mais lojas do que outros tipos de moedas virtuais. Você é capaz de comprar qualquer produto usando Bitcoin através das centenas de vendedores on-line que aceitam essa criptomoeda. Esta é outra maneira de liquidar seu Bitcoin - em vez de convertê-lo em dinheiro, você pode gastá-lo como se fosse em dinheiro.
  • Bitcoin é a maior das criptomoedas. Bitcoin foi a primeira criptomoeda a surgir e é a maior. Atualmente domina mais de 40% do mercado, o que é enorme! Muitas pessoas acreditam que o Bitcoin sempre será o maior (mas você deve se lembrar que é apenas uma opinião e que ninguém realmente sabe o que vai acontecer).

Contras

  • Bitcoin flutua muito. Isso significa que o preço do Bitcoin muda muito todos os dias. De fato, o colapso Mt. Gox , na verdade, fez com que o preço do Bitcoin caísse 50% abaixo do que era no dia anterior. Alguns investidores gostam de flutuações, mas as pessoas que perdem dinheiro por causa de flutuações, definitivamente não gostam disso.
  • Bitcoin pode ser substituído por uma criptomoeda melhor. Como mencionamos na seção sobre Altcoins, existem centenas de variações do Bitcoin existentes hoje. Bitcoin tem quase 10 anos agora. Qualquer uma dessas moedas novas pode eventualmente substituir o Bitcoin - elas são mais novas e avançadas.
  • Pessoas ainda usam Bitcoin no mundo do crime. A reputação do Bitcoin está melhorando desde seus primeiros dias na Rota da Seda (Silk Road), mas ainda não é perfeita. Nós só ouvimos falar de poucas pessoas sendo processadas por usar o Bitcoin ilegalmente, mas provavelmente há muito mais pessoas que o usam ilegalmente e não são pegas. Isso incluindo também coisas como fraudes e evitando impostos.

Ethereum

Em contraste com o Bitcoin,  Ethereum é uma plataforma que permite que as pessoas criem dApps, tokens e contratos inteligentes. Sua moeda é chamada Ether (ETH).

Anteriormente, nòs analisamos a importância dos contratos inteligentes e quantas possibilidades eles abriram para o futuro. Agora, vamos analisar os principais prós e contras da Ethereum:

Prós

  • Os usuários de dApps construídos na Ethereum sempre precisarão do Ether. Eles precisam do Ether para pagar as taxas de transação nos dApps, porque os dApps são executados no blockchain Ethereum. Então, assim como o pretinho básico, Ether nunca sai de moda!
  • Muitos novos projetos estão sendo construídos na Ethereum. A maioria desses projetos levará anos para ser desenvolvido, porém, muitos deles podem ser enormes quando forem concluídos.
  • Rapidez. A Ethereum pode processar transações em questão de segundos, enquanto as transações do Bitcoin levam mais de 10 minutos.

Contras

  • Há muito mais moedas Ether do que Bitcoins. Anteriormente, falamos sobre como parte do valor do Bitcoin vem do fato de que há uma oferta limitada. Este não é o caso da Ethereum — existem quase 100.000.000 Ether no momento e elas nunca deixarão de ser criadas. No entanto, a taxa em que elas estão sendo produzidas diminuirá muito, então não é um grande problema na minha opinião.

ethereum

Ripple

Basicamente, o Ripple é um blockchain projetado para ser usado pelos bancos para fazer seus pagamentos com mais rapidez. É conhecido como a moeda do banqueiro, e há muitas parcerias com bancos globais atualmente sendo trabalhadas.

Prós

  • Empresas grandes e respeitadas (como os bancos globais) confiam no Ripple. Grandes organizações (como bancos e governos) fizeram uma parceria com o Ripple. Muitas outras ainda estão para fazer essa parceria ou se planejando para isso. Então, como alternativa à moeda fiduciária, o Ripple pode ser a melhor opção para você no mundo das finanças. Por estar trabalhando com os governos, o poder que precisa ser difundido pode ser a razão pela qual ele é bem-sucedido.

Contras

  • Ao contrário de outras moedas virtuais o Ripple não é descentralizado. Em vez disso, é centralizado. A empresa por trás da Ripple (chamada Ripple Labs) possui a maioria dos tokens Ripple (XRP). Então, se quisessem, poderiam vender todos os seus tokens e o preço do XRP cairia muito. Isso é extremamente improvável, porque eles não querem vender todos os seus tokens. Mas, tenho que frisar disso porque ainda é possível.

Entendendo os diferentes tipos de Moedas Virtuais

Litecoin

Litecoin é um fork do Bitcoin! Então, basicamente, o blockchain do Litecoin costumava fazer parte do blockchain do Bitcoin, mas ele se dividiu quando a atualização do Litecoin foi disponibilizada. Então, é muito parecido, mas tem recursos diferentes em relação ao Bitcoin. Foi criado para melhorar o que o Bitcoin havia criado.

O Litecoin tem estado nos noticiários ultimamente porque será a primeira criptomoeda a usar a Rede Lightning. A Rede Lightning resolve muitos problemas sobre criptomoedas, como a escalabilidade - usando a Rede Lighting, a Litecoin poderá processar muito mais transações por segundo.

Prós

  • O Litecoin é mais rápido e muito mais barato que o Bitcoin. As transações de Litecoin levam segundos, como as transações da Ethereum. Já as transações de Bitcoin levam mais de 10 minutos.

Além disso, as transações com Bitcoin pode ser dispendiosas, o que as torna inúteis para o envio de pequenas quantias. Como as transações Litecoin são muito mais baratas, o Litecoin é muito melhor para micropagamentos (pequenos pagamentos), e é por isso que ele é chamado de moeda “Lite”.

Contras

  • O Litecoin ainda é apenas uma pequena melhora do Bitcoin. Se o Bitcoin puder melhorar para poder escalar e oferecer transações mais baratas e mais rápidas, pode não haver muita necessidade do Litecoin existir.

Mais informações sobre o Litecoin, sua posição no mercado e os prós e contras, leia o nosso guia Litecoin Previsão de Preço.

litecoin

Conclusão

Depois de ter lido esse guia, você deve estar mais familiarizado com as mais populares moedas virtuais e os diferentes tipos que existem. Você sabe as diferenças entre elas e entende os prós e contras de cada uma.

Isso coloca você em uma posição muito melhor para começar a fazer mais pesquisas e formar a sua própria opinião sobre cada uma delas.

Então, agora que você leu esse guia, me diga: o que você acha das principais moedas virtuais e seus diferentes tipos? Qual é a sua preferida?

Leave your honest feedback

Leave your genuine opinion & help thousands of people to choose the best crypto exchange. All feedback, either positive or negative, are accepted as long as they’re honest. We do not publish biased feedback or spam. So if you want to share your experience, opinion or give advice - the scene is yours!

FAQ

How to pick the best crypto exchange for yourself?

Picking out the best crypto exchange for yourself, you should always focus on maintaining a balance between the essential features that all top crypto exchanges should have, and those that are important to you, personally. For example, all of the best exchanges should possess top-tier security features, but if you’re looking to trade only the main cryptocurrencies, you probably don’t really care too much about the variety of coins available on the exchange. It’s all a case-by-case scenario!

Which cryptocurrency exchange is best for beginners?

Reading through various best crypto exchange reviews online, you’re bound to notice that one of the things that most of these exchanges have in common is that they are very simple to use. While some are more straightforward and beginner-friendly than others, you shouldn’t encounter any difficulties with either of the top-rated exchanges. That said, many users believe that Coinbase is one of the simpler exchanges on the current market.

What is the difference between a crypto exchange and a brokerage?

In layman’s terms, a cryptocurrency exchange is a place where you meet and exchange cryptocurrencies with another person. The exchange platform (i.e. Binance) acts as a middleman - it connects you (your offer or request) with that other person (the seller or the buyer). With a brokerage, however, there is no “other person” - you come and exchange your crypto coins or fiat money with the platform in question, without the interference of any third party. When considering cryptocurrency exchange rankings, though, both of these types of businesses (exchanges and brokerages) are usually just thrown under the umbrella term - exchange. This is done for the sake of simplicity.

Are all the top cryptocurrency exchanges based in the United States?

No, definitely not! While some of the top cryptocurrency exchanges are, indeed, based in the United States (i.e. Coinbase or Kraken), there are other very well-known industry leaders that are located all over the world. For example, Binance is based in Tokyo, Japan, while Bittrex is located in Liechtenstein. While there are many reasons for why an exchange would prefer to be based in one location over another, most of them boil down to business intricacies, and usually have no effect on the user of the platform.

Days
Hours
Minutes
Seconds