O que é a tecnologia Blockchain? Um guia para Iniciantes

Desde que o Bitcoin foi criado em 2009, o mundo ficou louco por criptomoedas. De fato, agora existem mais de 1.500 moedas diferentes disponíveis para compra, venda e troca! No entanto, a coisa mais importante a surgir de tudo isso até agora é a tecnologia subjacente a ela - a tecnologia blockchain. Então, o que é blockchain?

Se você gostaria de descobrir o que é a tecnologia blockchain de uma forma simplificada, você veio ao lugar certo! Embora a tecnologia seja bastante complexa, usarei exemplos do mundo real e um vocabulário simples, para que você entenda!

Meu artigo “O que é a tecnologia blockchain?” começará explicando o que a tecnologia faz e como funciona, seguida de uma discussão sobre suas vantagens sobre os sistemas tradicionais. Também vou dar alguns exemplos de como ele pode ser usado (e está sendo usado) na vida cotidiana.

Então, o que você está esperando, vamos começar entendendo o que a tecnologia blockchain realmente é!

O que é a tecnologia Blockchain?

Na sua forma mais simples, a blockchain é a tecnologia que permite que as pessoas enviem e recebam criptomoedas como o  Bitcoin. No entanto, é muito mais do que apenas um sistema de pagamentos. Quando Satoshi Nakamoto criou a primeira criptomoeda do mundo (Bitcoin), ele também criou um protocolo incrível conhecida como blockchain.

A parte mais interessante da blockchain é que nenhuma pessoa ou autoridade tem controle sobre ela. Em vez disso, as transações são verificadas e confirmadas pela comunidade online, o que a torna descentralizada! O protocolo tem muitos benefícios, como transparência, velocidade e segurança, que explicarei em mais detalhes mais adiante.

A ideia real da tecnologia blockchain não está apenas ligada a transações financeiras, pois tem o potencial de ser aplicada a praticamente qualquer setor!

Como a tecnologia blockchain é descentralizada, todos possuem acesso aos mesmos dados (a menos que seja uma blockchain privada usada pelas empresas). Isso significa que, assim que uma transação é processada e confirmada, ela aparece na blockchain para que todos possam ver.

Isso é muito semelhante a um livro contábil do mundo real, onde o contador da empresa pode visualizar todas as transações que já ocorreram, juntamente com os saldos das contas. No entanto, como blockchains como Bitcoin e Ethereum são públicas, qualquer pessoa pode visualizar os dados transacionais.

Há muito o que falar ao tentar entender a definição correta de blockchain, então pensei que seria melhor simplificar as coisas, separando-as. A próxima parte deste guia para você entender o que é Blockchain irá falar sobre a razão dela ser chamada blockchain!

Definição de Blockchain: Por que o nome Blockchain?

Embora agora haja muitas versões diferentes da definição de blockchain, todas elas funcionam de maneiras muito semelhantes. A maneira mais fácil de explicar o que ele faz é dividir a palavra blockchain em dois, blocos e cadeia!

Pense em um contêiner do mundo real que carrega muitas caixas do destino A ao destino B. No mundo da criptomoeda, o contêiner é o "bloco" e cada caixa que está no contêiner é uma transação individual.

"Container" = Bloco

"Caixas" = Transações

“O contêiner carrega muitas caixas” = O bloco carrega muitas transações

Sei que isso pode parecer complexo, mas fique comigo, pois tudo irá fazer sentido! Portanto, no exemplo do blockchain que o Bitcoin usa, leva um total de 10 minutos para que um bloco de transações seja confirmado na rede.

Como em um contêiner do mundo real, há apenas uma certa quantidade de transações que o bloco pode transportar, que é determinada pelo tamanho máximo do bloco. Cada blockchain tem seu próprio tamanho máximo de bloco, que normalmente é a quantidade de dados (megabytes) que pode conter.

O Bitcoin é capaz de armazenar os dados de 1 MB em cada bloco, enquanto outros, como o Bitcoin Cash, têm um limite de tamanho de bloco de 8 MB.

Quanto maior o limite de tamanho do bloco, mais transações ele pode reter. Então agora você sabe o que é um bloco, então o que é uma cadeia?

Para facilitar as coisas para você, vou ficar com o exemplo de um contêiner carregando caixas! Vamos imaginar que o contêiner atingiu seu primeiro destino. Isso significa que o bloco foi confirmado e agora está disponível no livro público para todos verem.

No entanto, o contêiner está pronto para partir para seu próximo destino. Cada caixa nova ou antiga (transações) que o contêiner (bloco) carrega também estará disponível para visualização na blockchain pública. É o mesmo para todas as transações. Assim que confirmados, os dados da transação ficam expostos para que todos possam ver, e é por isso que é chamada de "cadeia" de transações!

Então agora que você entende de onde vem a definição de blockchain, a próxima parte deste guia sobre o que é blockchain, é explicar como as transações são confirmadas!

Como as transações são confirmadas na Blockchain?

Você deve se lembrar de como expliquei anteriormente que a blockchain é descentralizada, o que significa que nenhuma autoridade isolada tem controle sobre a rede. Isso também significa que a blockchain não precisa da intermediação de terceiros para confirmar uma movimentação de fundos.

Nesse caso, como as transações são confirmadas? É aqui que as coisas ficam realmente interessantes!

A blockchain é uma plataforma baseada em comunidade, o que significa que, na maioria dos casos, qualquer pessoa pode contribuir para a rede de forma a ajudar a verificar as transações. Elas fazem isso contribuindo com seu poder computacional, que, em troca, é capaz de suportar a rede.

Nem todas as blockchains usam a mesma tecnologia para fazer isso, mas diferenciamos o processo de como a rede alcança o "consenso". Consenso significa basicamente " Como a rede sabe que a transação é válida e que o usuário realmente tem os fundos disponíveis?"

As blockchains chegam a um consenso seguindo as regras da "criptografia", que é de onde vem o termo "criptomoeda". A criptografia é uma área realmente avançada da matemática, baseada em quebra-cabeças algorítmicos.

Quando a blockchain e sua comunidade de voluntários são capazes de resolver o quebra-cabeça algorítmico, as regras da criptografia declaram que uma transação é válida e autêntica. No entanto, blockchains diferentes usam métodos diferentes para resolver o quebra-cabeça, conhecido como “mecanismo de consenso”.

Confuso? Não fique, vou lhe dar um exemplo!

A blockchain que o Bitcoin usa é suportado por um mecanismo de consenso chamado "Prova de Trabalho" (PoW). O enigma é tão difícil que nenhum ser humano poderia resolvê-lo por conta própria, e é por isso que as pessoas precisam usar seu poder computacional.

Todo computador conectado à rede (chamado "Nó") tenta resolver o quebra-cabeça o mais rápido possível. Quem resolve o quebra-cabeça primeiro, recebe um novo Bitcoin como recompensa. No entanto, na realidade, a recompensa do Bitcoin não é gratuita, pois o usuário teve que usar sua energia computacional, que consome muita eletricidade!

O PoW é apenas um exemplo de como uma blockchain chega a um consenso. Existem muitos outros e listei alguns deles abaixo:

  • PoS (Prova de Participação)
  • DPoS (Prova Delegada de Aposta)
  • PBFT (Tolerância prática a falhas bizantinas)
  • DAG (Gráfico Acíclico Dirigido)

Você ainda está se perguntando "O que é blockchain"? Espero que não! A próxima parte do meu tutorial sobre a tecnologia blockchain vai falar sobre por que a descentralização é importante!

A importância da descentralização

Como você já sabe, o protocolo blockchain é capaz de confirmar uma transação sem terceiros e nenhuma autoridade isolada tem controle sobre a rede. É por isso que é descentralizado. Mas por que isso é importante?

Em primeiro lugar, a descentralização é muito segura. De fato, os recursos de segurança de uma blockchain descentralizada são tão seguros que é quase impossível invadir. Antes de explicar o motivo, quero que você pense sobre como uma rede centralizada funciona.

Vamos dar uma olhada em uma organização como o Yahoo. Eles são uma das maiores empresas do mundo que oferecem muitos serviços, como email, notícias e conteúdo de vídeo. Todos os seus dados são armazenados em um servidor centralizado, o que na maioria dos casos é bom. Mas o que acontece se o servidor centralizado falhar?

Foi exatamente o que aconteceu em 2016, quando um grupo de hackers conseguiu controlar os servidores do Yahoo, o que lhes permitiu acessar mais de 3 bilhões de contas de email privadas.

Este também não é um incidente único. Seja em social media, nos bancos, nos provedores de serviços de Internet ou nas eleições nos EUA, os servidores centralizados são invadidos o tempo todo. No entanto, a boa notícia é que servidores descentralizados são praticamente impossíveis de invadir. Aqui está o porquê!

Você se lembra de como meu guia "O que é Blockchain" explicou que, para confirmar uma transação, muitas e muitas pessoas contribuem com seu poder computacional? Esses "nós" não apenas ajudam a verificar uma movimentação de fundos, mas também mantêm a rede segura. Isso ocorre porque mais da metade dos nós em toda a rede precisaria ser invadida ao mesmo tempo para que algo ruim acontecesse!

Mesmo se isso fosse possível (o que não é, na verdade), o hacker só seria capaz de fazer alterações na blockchain por 1 bloco, o que no caso do Bitcoin, levaria cerca de 10 minutos!

A descentralização não é importante apenas para a segurança, mas também para a igualdade. Todo mundo que se envolve com a blockchain tem a capacidade de contribuir para o sistema. Além disso, como todas as transações estão disponíveis para exibição ao público, isso torna a rede transparente. Sem corrupção, sem fraude e sem desigualdade!

Agora que você sabe por que a descentralização é importante, a próxima parte do meu tutorial O que é Blockchain vai falar da anonimidade da blockchain!

Quão anônimo é a Blockchain?

Quando Satoshi Nakamoto criou o Bitcoin em 2009, ele não apenas queria criar um sistema de pagamento justo, seguro e transparente, mas também queria permitir que as pessoas enviassem e recebessem fundos anonimamente.

Pense em como você gasta seu dinheiro na vida cotidiana. Quando você retira dinheiro do caixa eletrônico, o banco sabe onde você está e quanto está gastando. Quando você usa seu cartão de crédito em férias, a empresa do cartão de crédito também sabe onde você está e quanto gasta.

Quando você recebe seu salário mensal, o banco sabe quanto está sendo pago. A lista continua, mas o ponto é que intermediários têm muitas informações sobre você. Mas o que lhes dá o direito de saber exatamente o que você está fazendo com seu dinheiro? Nada! Eles não deveriam saber.

É aqui que a tecnologia blockchain é diferente. Ao obter uma criptomoeda, você a armazena em uma carteira digital. Isso pode ser armazenado em seu desktop ou celular, online ou mesmo em um dispositivo de hardware. A criptomoeda é então anexada a algo chamado endereço da carteira. Você pode ter quantos endereços de carteira quiser, mas nunca pode ter dois iguais.

Quando você enviar fundos para alguém eles saem da sua carteira para a carteira de uma outra pessoa. Aqui está um exemplo de uma transação Bitcoin na blockchain.

A carteira " 1BoatSLRHtKNngkdXEeobR76b53LETtpyT "

enviou "2 BTC " para a

carteira " 1CfaunqrVpcXmpLheUVWeSP1KPsKDha1Nb "

Na Sexta-feira de 18 de maio 2018 às 15:37.

Como você pode ver nas informações acima, assim que a transação é confirmada, todos podem ver o valor enviado e a data e hora da transação. No entanto, a única informação que as pessoas sabem sobre o remetente e o destinatário é o endereço da carteira.

É por isso que as transações de blockchain não são anônimas, mas pseudônimas (como um pseudônimo).

No entanto, isso é como gastar dinheiro no mundo físico. Quando você entra no supermercado local e paga em dinheiro, o supermercado sabe como você é, mas eles não possuem nenhuma outra informação sobre você!

Então, agora que você sabe que a blockchain é um pseudônimo e não algo anônimo, a próxima parte do meu guia "O que é a tecnologia Blockchain" analisará como ela pode ser usado no mundo real.

Como a Blockchain pode ser usado no mundo real?

Na realidade, a tecnologia blockchain pode ser usada em praticamente todos os setores ou indústrias. Ao substituir servidores centralizados por uma blockchain descentralizada, indivíduos, empresas e até governos podem se beneficiar de todas as vantagens que a blockchain oferece, como segurança, transparência e velocidade!

Receio não poder citar todos os setores em que a blockchain poderia ser usado, por isso vou listar cinco dos meus favoritos!

Pagamentos transfronteiriços

O setor de pagamentos transfronteiriços é um negócio multibilionário, com os bancos precisando enviar pagamentos internacionais diariamente. A maior parte disso é tratada por um terceiro chamado SWIFT, com sede na Bélgica. O SWIFT foi criado no início dos anos 70 para facilitar os pagamentos internacionais, no entanto, o sistema é lento, caro e ineficiente.

Isso ocorre porque os bancos não conseguem fazer transações diretamente entre si. Em vez disso, eles precisam usar o SWIFT e, em alguns casos, bancos correspondentes adicionais. No entanto, usando a tecnologia blockchain, os bancos poderiam fazer negócios ponto a ponto.

Isso significa que não há intermediação de terceiros entre as duas organizações. As transações não levariam mais dias, nem custariam muito dinheiro! A blockchain da Ripple foi projetada exatamente para esse fim e eles já têm mais de 100 bancos diferentes testando seu protocolo!

Latest Coinbase Coupon Found:

Eleições

Quantas vezes ouvimos falar de fraude eleitoral? Que a rede centralizada da eleição dos EUA está sendo invadida (supostamente!) Ou os governos que ameaçam seus cidadãos com violência se eles não votarem neles? Infelizmente, isso acontece o tempo todo, mas a tecnologia blockchain pode resolver o problema!

Em primeiro lugar, como todas as transações que já ocorreram estão disponíveis para exibição no livro público, seria impossível para um partido político mudar ou remover votos. Lembre-se, a blockchain não é apenas para transações financeiras, pois pode processar qualquer coisa que seja considerada dados!

A blockchain também seria perfeita para eleições, pois as transações são pseudônimas, o que significa que ninguém saberia a identidade do eleitor no mundo real. Em vez disso, a identidade de um cidadão pode ser vinculada a uma chave privada à qual somente o usuário individual tem acesso. Isso garantiria que o cidadão pudesse votar apenas uma vez!

Cadeia de Suprimentos

Uma cadeia de suprimentos é como as mercadorias passam do ponto de origem ao destino final. Um exemplo disso é uma bebida de suco de laranja. A cadeia de suprimentos começa no local em que a laranja foi cultivada, pode viajar para uma fábrica para ser transformada em suco, depois pode ir para o armazém e, finalmente, para o supermercado.

No momento, é muito difícil rastrear cada estágio individual da jornada, pois cada parte da cadeia de suprimentos usa seus próprios sistemas centralizados. No entanto, usando a tecnologia blockchain, todo o processo da cadeia de suprimentos pode estar disponível para todos verem.

Isso seria muito mais eficiente, transparente e seguro do que usar servidores centralizados, pois tudo poderia ser colocado na mesma rede. Além disso, a rede nunca iria cair e é à prova de fraude!

Jogos de azar

A indústria de jogos de azar online vale bilhões de dólares a cada ano. Jogos tradicionais de cassino, como blackjack, roleta e caça-níqueis, estão disponíveis para jogar no conforto da sua própria casa, o que é realmente conveniente para o jogador.

No entanto, como os cassinos online normalmente mantêm seus dados de jogo atrás de portas fechadas em seus servidores centralizados, nunca há garantia de que o cassino esteja realmente jogando limpo.

Usando a tecnologia blockchain, os resultados dos jogos podem ser verificados independentemente no livro público, o que significa que o sistema e os dados seriam completamente transparentes. Isso também pode ser usado para loterias nacionais também!

Seguro

O setor de seguros cobre praticamente tudo no planeta Terra. Seja sua casa, carro, animal de estimação, saúde, férias ou telefone - se tiver valor, pode ser segurado!

O problema é que o setor é dominado por intermediários, o que significa que adotar uma única política é cara e, quando se trata de fazer uma reclamação, é um processo muito lento. No entanto, o protocolo blockchain permitiria que alguém se segurasse sem precisar de terceiros.

Por exemplo, se alguém quisesse garantir seu voo, assim que o avião decolasse, o resultado poderia ser acertado automaticamente. O avião decola a tempo e você perde o pagamento do seguro, ou o avião está atrasado e você recebe um pagamento!

Tudo isso pode ser feito em um ecossistema transparente, rápido e seguro, como a blockchain!

O que é a tecnologia Blockchain? - Conclusão

Esse é o fim do meu guia "O que é a tecnologia Blockchain"! Espero que você tenha entendido tudo o que expliquei e espero que tenha achado interessante!

Sei que o conceito parece realmente complexo no começo, mas espero que os exemplos do mundo real tenham tornado as coisas mais simples!

Então, se você leu meu tutorial sobre blockchain do início ao fim, agora deve saber o que é e como funciona. Você também deve ter um bom entendimento da tecnologia, bem como todos os benefícios que ela oferece.

Qual é a sua coisa favorita sobre a blockchain? Eu acho incrível como ninguém o controla e, em vez disso, o controle é distribuído pela comunidade online!

Eu também falei sobre cinco principais indústrias que se beneficiariam da tecnologia blockchain. Você concorda comigo ou pode pensar em alguns melhores? Seja qual for sua opinião, deixe-me saber na seção de comentários abaixo! Eu só espero que você ainda não esteja se perguntando o que é blockchain!

Além disso, se você tiver mais alguma dúvida, pergunte-nos! Ficaríamos felizes em ajudar.

Bônus:  Teste seus novos conhecimentos. Veja se você pode responder à pergunta sobre o  que é blockchain  em um formato extremamente breve (menos de 100 palavras). É difícil, mas quanto mais curto você puder fazer uma breve explicação, mais fácil será entender o princípio básico de alguma coisa!

Leave your honest review

Leave your genuine opinion & help thousands of people to choose the best crypto exchange. All reviews, either positive or negative, are accepted as long as they’re honest. We do not publish biased reviews or spam. So if you want to share your experience, opinion or give advice - the scene is yours!

FAQ

How to pick the best crypto exchange for yourself?

Picking out the best crypto exchange for yourself, you should always focus on maintaining a balance between the essential features that all top crypto exchanges should have, and those that are important to you, personally. For example, all of the best exchanges should possess top-tier security features, but if you’re looking to trade only the main cryptocurrencies, you probably don’t really care too much about the variety of coins available on the exchange. It’s all a case-by-case scenario!

Which cryptocurrency exchange is best for beginners?

Reading through various best crypto exchange reviews online, you’re bound to notice that one of the things that most of these exchanges have in common is that they are very simple to use. While some are more straightforward and beginner-friendly than others, you shouldn’t encounter any difficulties with either of the top-rated exchanges. That said, many users believe that Coinbase is one of the simpler exchanges on the current market.

What is the difference between a crypto exchange and a brokerage?

In layman’s terms, a cryptocurrency exchange is a place where you meet and exchange cryptocurrencies with another person. The exchange platform (i.e. Binance) acts as a middleman - it connects you (your offer or request) with that other person (the seller or the buyer). With a brokerage, however, there is no “other person” - you come and exchange your crypto coins or fiat money with the platform in question, without the interference of any third party. When considering cryptocurrency exchange rankings, though, both of these types of businesses (exchanges and brokerages) are usually just thrown under the umbrella term - exchange. This is done for the sake of simplicity.

Are all the top cryptocurrency exchanges based in the United States?

No, definitely not! While some of the top cryptocurrency exchanges are, indeed, based in the United States (i.e. Coinbase or Kraken), there are other very well-known industry leaders that are located all over the world. For example, Binance is based in Tokyo, Japan, while Bittrex is located in Liechtenstein. While there are many reasons for why an exchange would prefer to be based in one location over another, most of them boil down to business intricacies, and usually have no effect on the user of the platform.