Nossa Pontuação 8.6

Se você está em busca de um lugar seguro pra "armazenar" suas criptomoedas, provavelmente já deve ter esbarrado nas carteiras frias (cold wallets). Se sim, nossa análise da KeepKey pode ser exatamente o que você precisa agora. 

A KeepKey é uma das mais conhecidas carteiras de hardware. No entanto, a KeepKey é segura - em outras palavras, a KeepKey é confiável? Nessa análise, responderei essa e muitas outras perguntas sobre as funcionalidades da carteira, as maiores vantagens e desvantagens, preços, moedas suportadas e muito mais. 

Além disso, você encontrará todas as informações necessárias sobre como configurar o dispositivo, enviar e receber ativos. Por outro lado, se quiser conferir algumas alternativas à KeepKey, dê uma olhada na Ledger Nano X e na Trezor Model T - duas dos líderes da indústria de carteiras de hardware.

Vamos começar nossa análise da KeepKey descobrindo mais sobre a empresa.

Veredito Rápido: A KeepKey é uma carteira de hardware com um design moderno e atrativo. A carteira é simples de usar, oferece medidas de segurança únicas além de preços amigáveis aos usuários. A carteira pode ser facilmente administrada do seu dispositivo móvel. No entanto, o maior problema é que ela suporta apenas 40 criptomoedas.

Prós

  • Carteira de hardware segura
  • Fácil de usar
  • Preço atrativo

Contras

  • Suporta apenas 40 criptomoedas
  • Pode ser pesada de carregar

Análise da KeepKey: O que é ShapeShift?

A Shapeshift foi fundada em 2014, na Suíça, por Erik Voorhees. A empresa conseguiu atrair uma quantidade considerável de investimentos que permitiram que a ShapeShift turbinasse seus negócios. 

Análise da KeepKey.

A empresa permite que você opere tokens Fox de graça lhe oferecendo duas diferentes plataformas - a versão Beta e a Clássica, além de outras ferramentas bastante úteis. Agora, como você já deve ter adivinhado, o produto mais popular da ShapeShift é a KeepKey - uma carteira offline que lhe ajudará a proteger suas criptomoedas de hackers. 

O que eu acho mais interessante é que, quando a KeepKey foi criada, era vendida por $239. Porém, o preço baixou significativamente com o passar dos anos e hoje a KeepKey custa apenas $49.

Agora que cobrimos estas informações, vamos pular direto para nossa análise da KeepKey completa.

Análise da KeepKey: PRÓS

Vamos começar com o que há de positivo.

Relativamente Segura - Carteira Fria (Cold Wallet)

Antes de tudo, para responder se a KeepKey é confiável, é importante saber que, se a intenção é escolher a melhor carteira de criptomoedas para suas necessidades, o fator mais crítico deve ser a segurança. Não importa se a carteira é visualmente atrativa ou mega simples de navegar se seus ativos podem ser roubados num piscar de olhos

A segurança geralmente depende do tipo da carteira. Para lhe ajudar a entender isso melhor, gostaria de te apresentar os diferentes tipos de carteira que existem: 

  • Carteiras online. As carteiras online são as menos seguras. Ao manter todas as suas moedas online, você deverá confiar inteiramente no provedor. Apesar de a maioria das carteiras online não guardarem sua chave privada, isso não significa que suas moedas não podem ser roubadas. Além disso, no que diz respeito aos hackers, as carteiras online são as mais vulneráveis. Então, a não ser que você mantenha apenas uma quantidade muito pequena de criptomoedas, você deveria pensar em uma forma de armazenamento mais segura. 
  • Carteiras de software/app. Carteiras de software são boas para quem faz movimentações diárias. Elas são mais seguras que as online, no entanto, não são tão boas quando as carteiras de hardware. 
  • Carteiras de hardware. Se você está guardando grandes quantidades de criptomoedas e não gostaria de perdê-las, uma carteira de hardware será uma das opções mais recomendadas pra você. Já que sua chave privada é guardada offline, você estará protegido dos hackers. 
  • Carteiras de papel. Uma carteira de papel é considerada a mais segura, no entanto, se você perdê-la por acidente, todas as suas moedas também se perdem. 

A boa notícia é que a KeepKey é uma carteira de hardware, portanto, finalmente podemos responder à pergunta "a KeepKey é segura?" - ela é uma das formas de armazenamento mais seguras para os seus ativos. Dito isso, mesmo que seu computador esteja infectado com um malware, hackers não conseguirão roubar suas criptomoedas.

Análise da KeepKey: carteira KeepKey.

Além de ser uma carteira fria, a KeepKey também oferece um código PIN e sementes de recuperação (recovery seeds). A Ledger Nano X e outras carteiras de hardware possuem as mesmas medidas de segurança.

A carteira da KeepKey possui esse mecanismo único que altera os números do seu código PIN de tempos em tempos. Dessa forma, o malware é incapaz de copiar o código e roubar suas criptomoedas.

No que diz respeito à frase ou semente de recuperação, é importante entender que se alguém descobrir essas 24 palavras específicas, essa pessoa poderá restaurar sua carteira e roubar os seus ativos. Dito isso, você deve manter sua semente de recuperação escondida em algum lugar seguro. 

Agora, apesar de ser altamente improvável, deixe-me explicar isso para que tenhamos mais clareza. Se um hacker conseguir acessar sua carteira de alguma forma e pretender roubar seus ativos, existe um botão no dispositivo que você precisa pressionar e segurar para confirmar a transação.

Nota: Se você se importa com segurança, você não deveria nunca comprar carteiras de hardware de provedores secundários e menos conhecidos pois se você receber um dispositivo adulterado, poderá perder todos os seus fundos. 

Não consegui encontrar nenhum detalhe adicional a respeito de segurança, porém, nós voltaremos para esse tópico novamente nessa análise da KeepKey. 

Agradável ao Usuário, Design Moderno

A maioria das carteiras de hardware são relativamente difíceis de usar. No entanto, a usabilidade é uma das vantagens que merecem ser citadas nessa análise da KeepKey. 

O que é excepcional sobre a KeepKey é que ela possui apenas um botão. Esse botão é usado pra ligar e desligar o dispositivo. Todos os outros processos podem ser administrados pelo aplicativo móvel. Isso inclui a inserção do seu código PIN e seleção da semente de recuperação. 

Análise da KeepKey: vantagens da KeepKey.

Agora, você provavelmente já deve ter notado que a KeepKey é uma das maiores carteiras de criptomoedas do mercado. Em comparação à Trezor e Ledger, ela é duas vezes maior. Essas são as dimensões da KeepKey:

  • Altura: 38.0 mm
  • Largura: 93.5 mm
  • Profundidade: 12.2 mm

Uma das principais vantagens da KeepKey é que ela possui uma tela ampla. Ela permite que você veja o endereço completo da criptomoeda sem precisar rolar a página. Com base nos usuários de carteiras frias, esses é um dos aspectos que melhora consideravelmente a usabilidade

No entanto, por ter uma tela imensa, a KeepKey é mais suscetível a arranhões. Mas já que sua tela é protegida por uma case de policarbonato, não há motivos para se preocupar com qualquer dano físico que possa afetar as funcionalidades do dispositivo. 

Análise da KeepKey.

Se você prefere telas maiores, você pode conferir também a Ledger Nano X. Diferente da primeira versão da empresa, ela possui uma tela maior que permite que você veja o endereço completo da criptomoeda. Igualzinha a KeepKey. 

Por fim, o processo de instalação da KeepKey é relativamente rápido. Além disso, não será difícil enviar e receber ativos. Vou lhe guiar por esses processos no final da nossa análise da KeepKey.

Preço Atrativo

No momento, a carteira KeepKey custa apenas $49, porém, houve um tempo em que você precisava pagar mais de $200 pelo mesmo dispositivo. A empresa provavelmente diminuiu seus preços por conta da competição. 

Vamos dar uma rápida conferida nos preços dos competidores

Como você pode notar, os competidores mantém preços bem parecidos quanto aos seus modelos de entrada. Contudo, se você gostaria de versões mais avançadas, uma Ledger Nano X irá lhe custar $119 e a Trezor Model T, $159. 

Dito isso, a KeepKey mantém um preço ligeiramente abaixo da média que me parece totalmente justo. Quanto a escolher um modelo confiável numa faixa de preço parecida, eu definitivamente recomendaria a Ledger Nano S Plus. 

Compare Carteiras Cripto lado a lado

Você sabia?

Compare Carteiras Cripto lado a lado

Carteiras Cripto podem parecer parecidas mas elas NÃO são a mesma coisa!

Sim! Mostre-me o Gráfico de Comparação

Análise da KeepKey: CONTRAS 

Agora que cobrimos todos os aspectos positivos da nossa análise da KeepKey, chegou a hora de conferir as desvantagens desta carteira. 

Número Limitado de Moedas Suportadas pela KeepKey 

É bastante óbvio que, em se tratar das criptomoedas mais populares, não é tão difícil encontrar uma carteira que as suportem. No entanto, se você gosta de moedas menos famosas, isso pode acabar não sendo tão simples. 

Análise da KeepKey.

A parte triste é que a KeepKey suporta apenas 40 criptomoedas. Enquanto você pode encontrar todas as moedas principais pra escolher, é improvável que você consiga enviar, armazenar e receber tokens menos populares. Aqui estão algumas das moedas suportadas

Comparado às carteiras Ledger que suportam mais de 1000 criptomoedas, esse parece ser um número bastante pequeno. 

Porém, se você tem uma moeda específica em mente, você pode preencher a Solicitação de Ativo da KeepKey e esperar que tenham mais pessoas interessadas nesta criptomoeda. Apesar de não ser ideal, pelo menos existe uma possibilidade

Agora que você tem todas as informações sobre as moedas suportadas pela KeepKey, é hora de seguir em frente. 

Pesada de Carregar 

Como mencionei anteriormente na nossa análise da KeepKey, ela é maior do que qualquer outra carteira de criptomoeda do mercado. Enquanto sua enorme tela ajuda com a usabilidade, ela é também bastante pesada de se carregar por aí. 

Esse problema pode não ser tão grande se você mantém sua carteira em casa, no entanto, se você prefere carregar ela no seu bolso (o que não é recomendado), então isso provavelmente será um pouco desconfortável. 

A carteira da KeepKey pesa 54g, você deverá decidir nos seus termos se isso será um problema ou não. 

O Que Vem no Pacote?

Quando a sua KeepKey é entregue a você, isso é o que você encontrará no pacote

  • A própria carteira KeepKey
  • Um cabo USB de nylon
  • Cartão de backup da frase de recuperação
  • Informações de garantia
  • Manual "Como Usar a KeepKey?"

Agora que cobrimos todas as vantagens e desvantagens da nossa análise da KeepKey, é hora de descobrir como usá-la. Gostaria de começar lhe mostrando como configurar a KeepKey e, em seguida, mostrarei como enviar e receber ativos. 

Como Usar a KeepKey?

Antes de qualquer coisa, você vai precisar de:

  • Um computador
  • Navegador Chrome (se certifique de que seja a última versão)
  • Carteira de hardware KeepKey
  • Cabo USB
  • Aplicativo KeepKey Client (você pode baixá-lo na loja de aplicativos do Google Chrome)
  • Cartão de recuperação de frase (está incluído no pacote)

Assim que você tiver tudo isso, siga os seguintes passos:

Passo 1: Baixe o aplicativo KeepKey Client.

Passo 2: Abra o aplicativo e clique em "Iniciar KeepKey".

Passo 3: Adicione o nome/marca do seu dispositivo.

Análise da KeepKey.

Passo 4: Selecione e confirme seu código PIN. Ele pode ter até 9 dígitos. É recomendado que você crie um com pelo menos 6. Confira bem a sua tela ao escolher os dígitos porque eles irão mudar antes da confirmação. 

Análise da KeepKey.

Passo 5: É hora de escolher sua frase de recuperação. A frase consiste de 12 palavras. É crucial que você escreva cada palavra corretamente. Após isso, pressione o botão para confirmar.

Passo 6: Isso é tudo. Agora você será encaminhado para o seu painel de acesso. 

Apesar de você já saber como usar a KeepKey e deve ter decidido se a KeepKey é confiável o suficiente para você, nossa análise da KeepKey ainda não acabou. 

Como Enviar Ativos?

Antes de enviar seus fundos, você precisa se certificar que possui o montante necessário. Se for o caso, continue com o nosso guia: 

Passo 1: No topo da página ShapeShift, você vai encontrar o botão de "Enviar", clique nele.

Análise da KeepKey.

Passo 2: Agora, você precisa selecionar o ativo que deseja transferir. Você pode encontrar o fundo usando a ferramenta de pesquisa ou simplesmente rolando a página pela lista de ativos disponíveis. 

Análise da KeepKey: escolha o ativo.

Passo 3: Selecione o fundo que você deseja enviar e clique em "Próximo". 

Passo 4: Preencha os detalhes, incluindo o endereço do beneficiário e a quantidade que deseja transferir e clique em "Continuar".

Análise da KeepKey: preencha os dados.

Passo 5: Confirme que as informações fornecidas estão corretas e clique em "Enviar".

Análise da KeepKey: confirme os dados.

Passo 6: Digite o seu PIN novamente e clique em "Enviar".

Análise da KeepKey: adicione o pin.

Como eu lhe disse, enviar criptomoedas usando a KeepKey requer um esforço mínimo.

Como Receber?

O último aspecto a ser incluído na nossa análise da KeepKey é o processo de receber fundos. Aqui está o passo a passo:

Passo 1: Clique em "Receber" no topo da página do ShapeShift.

Análise da KeepKey.

Passo 2: Como foi feito ao enviar moedas, encontre o fundo desejado, selecione e clique em "Próximo".

Análise da KeepKey: escolha a moeda.

Passo 3: Agora você precisa confirmar que o endereço que você vê na sua KeepKey é o mesmo da tela do seu computador.

Análise da KeepKey. confirme o endereço.

Passo 4: Copie o endereço completo e envie para a pessoa que deveria lhe enviar os fundos.

Análise da KeepKey: copie o endereço da carteira.

Como a KeepKey é bastante simples de usar, receber fundos também não será um problema.

Conclusões

Por isso, como foi prometido no começo da nossa análise da KeepKey, respondi a maioria das perguntas mais importantes sobre essa carteira. 

A KeepKey é uma carteira de hardware acompanhada de excelentes recursos de segurança. Por ser uma carteira fria e seus fundos estarem armazenados offline, é uma das maneiras mais seguras de guardar os seus ativos. 

A KeepKey é maior que outras carteiras de criptomoeda populares. Enquanto ela é relativamente pesada, uma tela maior melhora consideravelmente a usabilidade. A carteira é fácil de configurar e também é bastante simples enviar e receber fundos. 

O maior problema sobre a KeepKey é que ela suporta apenas 40 criptomoedas. Comparada à Ledger Nano S Plus e Nano X que suportam mais de 1000 moedas e tokens, isso parece bastante limitado. 

Espero que você tenha achado nossa análise da KeepKey útil e já saiba se essa carteira supre ou não as suas necessidades! 

Os conteúdos publicados neste site não têm como objetivo dar qualquer tipo de aconselhamento financeiro, de investimento, de negociação ou qualquer outra forma. A BitDegree.org não endossa ou sugere que você compre, venda ou mantenha qualquer tipo de criptomoeda. Antes de tomar decisões de investimento financeiro, consulte seu consultor financeiro.

Deixe a sua análise honesta sobre KeepKey

Deixe sua opinião genuína e ajude milhares de pessoas a escolher a melhor carteira de criptografia. Todos os comentários, positivos ou negativos, são aceitos, desde que sejam honestos. Não publicamos comentários tendenciosos ou spam. Então, se você quiser compartilhar sua experiência, opinião ou dar conselhos - o espaço é seu!

3 Melhores e Mais Populares Códigos de Cupons

Verificado

Save 10%

On Ledger Backup Pack
Classificação
5.0
Verificado

SAVE 10%

Ledger Holiday Sale
Classificação
5.0
Verificado

Free Shipping

For Ledger Nano X & Ledger Packs
Classificação
5.0

Perguntas Frequentes

A carteira KeepKey é segura?

A carteira KeepKey é segura pois armazena suas chaves privadas offline. Tendo isso em mente, mesmo que seu computador seja infectado, nada afetará seus ativos. No que diz respeito às medidas de segurança, você recebe sementes de recuperação e deverá também selecionar um código PIN.

Quais criptomoedas a KeepKey suporta?

A KeepKey suporta 40 moedas e tokens, incluindo as criptomoedas mais populares como o Bitcoin, Ethereum, Litecoin e outros. Como a Ledger Nano X suporta mais de 1000 criptomoedas, esse acaba sendo um número relativamente baixo.

Quais os tipos de carteiras de criptomoedas existentes?

No total, existem quatro grandes tipos de carteiras de criptomoeda - online, hardware, software (aplicativo) e em papel. Cada um desses tipos de carteira tem seus próprios recursos, vantagens e desvantagens e, portanto, também será adequada para diferentes tipos de pessoas. Em termos de segurança, as carteiras de papel são vistas como a melhor alternativa, enquanto que em termos de conveniência, softwares e online devem ser suas opções favoritas.

O que são carteiras “quentes” e “frias”?

Carteiras quentes são softwares de armazenamento de criptografia que mantêm uma conexão constante com a internet. Em oposição a isso, carteiras frias são dispositivos de hardware que armazenam suas criptografias offline. Em termos de segurança, carteiras frias são consideradas a melhor opção - uma vez que estão sempre offline, você não precisa se preocupar com algum tipo de hacker roubando todos os seus ativos de criptomoeda.

Vale a pena investir em carteiras de hardware?

Depende, mas na maioria dos casos - sim. Se você está apenas começando a negociar e investir em criptomoedas, uma carteira de hardware pode ser um pouco exagerada - geralmente considera-se que as carteiras de hardware devem ser compradas assim que você tiver uma quantidade significativa de criptografia e quiser mantê-la é seguro. Se você for um negociante ativo, isso também pode dissuadir a questão ainda mais - em termos de negociação, software e carteiras online são muito mais convenientes.

Você pode manter suas criptomoedas em duas ou mais carteiras ao mesmo tempo?

Definitivamente! Também faz parte das práticas recomendadas de armazenamento de criptografia! A maioria dos entusiastas da criptomoeda prefere ter um software e uma carteira de hardware - o primeiro para fácil acesso e negociação e o último para armazenamento seguro. No entanto, você também pode utilizar várias carteiras simplesmente para se certificar de que seus ativos estão sãos e salvos. Dessa forma, se uma de suas carteiras criptografadas for comprometida, você não perderá todos os seus ativos.

Dias
Horas
Minutos
Segundos